10 Coisas Que Deveríamos Fazer Antes de Nos Separar | Esquece de ter personalidade


Ao que tudo indica, o protagonista de 10 Coisas Que Deveríamos Fazer Antes de Nos Separar, Hamish Linklater não tem nenhum grau de parentesco com o diretor Richard Linklater. O filme dirigido por Galt Niederhoffer também não tem nada a ver com nenhuma obra do diretor, por mais que pareça haver ali uma tentativa.

Linklater (o diretor) trabalha com o tempo, em sua “Trilogia do Antes”, um dia é apenas uma ilusão, o que acontece entre sua dupla de personagens é uma vida toda. O desafio está nessa desconstrução temporal acontecendo diante dos olhos do espectador. 10 Coisas Que Deveríamos Fazer Antes de Nos Separar parece buscar algo semelhante, mas de maneira estabanada e comum. O Linklater por trás das câmeras nunca estaria satisfeito com o comum.

Niederhoffer ainda escreve o roteiro e tem o objetivo claro de brincar com a ideia de um relacionamento que termina antes mesmo de começar. Mas a data de validade não tem o charme das obras de Linklater, mas sim apenas um caminho entediante que chega até o final óbvio.

No filme, Christina Ricci é Abigail, uma jovem solteira que acaba “caindo” na armadilha de uma amiga e conhecendo Benjamin (Hamish Linklater) em um encontro às cegas. Na tentativa de ser charmoso, ele propõe essa lista que dá nome ao filme e em poucos segundos enchem o filme de spoilers e impõe ao roteiro uma obrigação de estruturar essas “coisas a fazer” dentro da relação dos dois, mesmo que muitas delas beirem a conveniência narrativa.

Uma das “tarefas” é “ter um filho”, e enquanto ela engravida depois do primeiro encontro, o roteiro de Niederhoffer vai contando essa história sobre o casal que precisa se apaixonar enquanto se preparam para se transformarem em um casal. O maior problema do filme é que isso nunca “cola”. Não existe química entre os dois, Abigail está obviamente enxergando o cenário otimista enquanto ignora todos sinais de que isso irá dar errado, ao mesmo tempo que Benjamin segue tão à risca sua lista que fica fácil perceber onde tudo vai parar.

E por mais que Niederhoffer se esforce para criar um filme fácil de ver e com tudo no lugar quando os assuntos são aquelas composições meio caretas e comuns (que funcionam), seu próprio roteiro não permite que nada disso funcione. Não estamos falando de uma noite onde tudo acontece, mas sim alguns meses, portanto, permanecer usando a motivação ligada a eles não se conhecerem beira o fracasso narrativo, já que eles poderiam muito bem conversar enquanto a câmera não está ligada. Portanto, quando o maior motivador dos arcos do filme não faz sentido, é difícil seguir interessado por ele no resto do tempo.

Talvez o gênero não aguente mais esse tipo de conflito que nasce da simples falta de uma conversa, tudo pode ser falado e discutido e, mesmo assim, levar essa relação para o fim. Não é necessário esconder as palavras para que elas sejam o combustível para o desastre. É sobre isso que Richard Linklater quer contar em seus filmes. Niederhoffer parece não entender isso.

Não entende nem isso, nem a possibilidade de focar ainda mais sua trama da personagem de Ricci que funciona bastante quando não tem nenhum personagem ao seu redor  tentando convencê-la de algo que não é ela. Talvez 10 Coisas Que Deveríamos Fazer Antes de Nos Separar seja até sobre o quanto Abigail precisa descobrir o quanto ela comanda a sua própria vida e suas decisões, mas isso só funcionaria se, por exemplo, Niederhoffer não a submetesse à aprovação do pai e da família ou tivesse uma discussão completamente idiota sobre aborto com a melhor amiga.

Niederhoffer prejudica sua própria personagem com o intuito de fazer um filme romântico bobinho e que só quer chegar no final seguindo as próprias regras, sem perceber as possibilidades de quebrar essas expectativas e contar uma história que não precisava ser igual a uma centena de outras.


“10 Thing We Should Do Before Break” (EUA, 2020); escrito e dirigido por Galt Niederhoffer; com Christina Ricci, Hamish Linklater, Lindsey Broad, Mia Sinclair Jenness e Braddy Jenness


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.