Escrito e dirigido pelo cineasta Damien Chazelle, este segundo trabalho na carreira do jovem diretor já o coloca imediatamente na lista de talentos a serem observados nos próximos anos. WhiplashWhiplash - Em Busca da Perfeição – Em Busca da Perfeição conta a história de Andrew (Miles Teller) um jovem baterista que acaba de entrar no renomado Conservatório Shaffer, a melhor escola de música dos Estados Unidos, e sonha em se torna um novo grande nome da música.

Acompanhando de perto a vida e os esforços de Andrew, logo nos identificamos com as dificuldades do rapaz, a falta de dinheiro, o pouco apoio da família e os sacrifícios que ele tem que fazer em busca de se tornar o melhor. Entretanto, nada disso torna o filme especial. A mágica de Whiplash se encontrar em seu relacionamento visual com a música, assim como no relacionamento de mestre-pupilo que Andrew tem com seu mentor na banda da escola, Fletcher.

Vivido com absolutamente maestria pelo experiente J. K. Simmons, Fletcher é uma figura imponente e ameaçadora desde sua primeira aparição. O ator, que sempre entrega ótimas performances mesmo nos menores papéis, finalmente tem aqui uma oportunidade para brilhar. E o faz com tudo que tem direito. Já premiado com o Globo de Ouro, não seria surpresa alguma se levasse também o Oscar.

Mesmo não sendo o personagem principal, Fletcher é a alma do longa. Ele não é meramente o antagonista de nosso herói, ele é o yin de seu yang. Abusivo, controlador e violento, o professor nunca se mostra como alguém com quem gostaríamos de cruzar em nossos estudos. Entretanto, ele também é um idealista. Seus métodos, por mais absurdos que sejam, almejam sempre tirar o máximos de seus pupilos e seu sonho, assim, é de conseguir não descobrir, mas sim moldar ele mesmo um novo grande nome do jazz.

Whiplash - Em Busca da Perfeição Crítica

Isso cria um complexo e extremamente interessante personagem que, por sua vez, tem uma dinâmica multifacetada com – carismático protagonista – Andrew, o que resulta na real magia desta película. Para salientar isso ainda mais, Chazelle cria um esquema visual fascinante na montagem das cenas de música, sincronizando as transições com as trocas de instrumento e editando a cena (com cortes sucessivamente mais rápidos) de acordo com velocidade com que a canção é tocada. O resultado é igualmente fenomenal do ponto de vista visual, auditivo e narrativo entregando ao espectador algumas das melhores sequências de 2014.

Sem se acovardar no uso de termos técnicos e referências musicais, o longa ainda vale como um belo presente para os fãs de jazz e da boa música em geral. Apaixonante e empolgante, Whiplash – Em Busca da Perfeição é, sem dúvida, um dos destaques do ano no cinema americano.


Whiplash (2014), escrito e dirigido por Damien Chazelle, com Miles Teller, J. K. Simmons, Paul Reiser e Melissa Benoist.


Trailer – Whiplash – Em Busca da Perfeição

Outros artigos interessantes:

Sobre o autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.