Quero Uma Vida Com Você | Crítica do Filme | CinemAqui

Quero Uma Vida Com Você | Um drama do amor impossível


Este conto lúdico, evocativo e transcedental do diretor chinês Sha Mo é o melhor “momento Hollywood” que você poderá esperar da edição desse ano da 6° Mostra de Cinema Chinês de São Paulo. Em Quero Uma Vida Com Você curtimos o conhecido drama do amor impossível, representado pela barreira financeira que é sempre intransponível nesses filmes. É o choque entre a cultura oriental e a nova vida dos chineses, principalmente dos mais pobres, mas não menos trabalhadores.

Esse casal se conhece desde o colégio, e ele, o intenso Lv Qinyang, faz uma declaração de amor a ela, a espontânea Ling Yiyao, para toda a escola: “me comprometo a dar uma vida digna de inveja para minha amada”. Eles estão ainda estudando e nessa hora tudo é poético, lindo e maravilhoso quando são os adultos que pagam as contas. Então chega a vida real e as portas de um trabalho honesto que pague bem estão fechando em um mundo em acelerado desenvolvimento. Com elas, a porta do sonho da casa própria para o jovem casal que, natural, deseja ardentemente se casar. Ela está aguardando por ele, mas suas esperanças estão lentamente sendo drenadas.

Mo Sha pincela em sua estreia nos cinemas um retrato muito comum das grandes cidades chinesas, cheias de empreiteiras para onde jorra dinheiro e falta caráter. Algo como programas sociais que injetaram dinheiro “de graça” para as grandes construtoras do país através de fundos bancários de desenvolvimento, distorcendo a relação de oferta e demanda e criando oferta para uma demanda inexistente (lembram de algum lugar?). O cenário é o mesmo: se o importante é construir mais tetos, eles serão construídos custe a quem custar, e mesmo que ninguém more debaixo deles.

É nesse horizonte que acompanhamos a saga de Lv Qinyang, interpretado pelo intenso Chuxiao Qu, disposto a tudo para conseguir dinheiro rápido e se casar com sua amada. Desde que os conhecemos por gente eles se adoram, e o roteiro começa com cenas do final com uma contagem de milhares de dias desde que eles se conheceram. Ou seja, este é um grande amor para ser vivido em uma telona à altura. No entanto, além de brincar com o gênero do romance o filme vai aos poucos espremendo nosso coração, que precisa se contentar com uma ficção montada em torno de cacoetes de roteiro, como a simbólica contagem de dias desde que se conheceram.

Quero Uma Vida Com Você é um romance, de fato, mas também está inserido em questões sociais que todos chineses vivem hoje em dia. Notem ainda como em quase todo horizonte de filmes dessa Mostra de Cinema Chinês há a figura da construção civil. Este é um país que se tornou um pátio de obras há pelo menos duas décadas, e não há sinais desse projeto mundial arrefecer tão cedo. Enquanto isso as mazelas de jovens e suas paixões de vida ajudam a construir um cinema bem diferente do que estamos acostumados a ver no circuito comercial.


“Wo Yao Wo Men Zai Yi Qi” (China, 2021), escrito por Zhiyong Wang, dirigido por Mo Sha, com Chuxiao Qu, Jingyi Zhang e Sun Ning.


Confira mais filmes da cobertura da 6° Mostra de Cinema Chinês de São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.