Palpites Oscar 2012

Domingo tem os prêmios da Academia (confira os indicados ao Oscar 2012), as cartas já estão na mesa  e os chutes só se intensificam, portanto agora é hora de mais palpites, os meus!

Confira também os Vencedores do Oscar 2012.

Melhor Documentário em Curta-Metragem – The Barber of BirminghAm: Foot Soldier of The Civil Rights Movement, God is the Bigger Elvis, Incident in New Baghdad, Saving Face, The Tsunami and The Cherry Blossom.
Palpite The Barber of BirminghAm: Foot Soldier of The Civil Rights Movement é politicamente correto, fala sobre Obama e direitos civis, mais moderno impossível.
Torcida – Como não vi nenhum deles, vou partir do princípio que The Tsunami and The Cherry Blossom, que foi vencedor em Sundance, mereça, já que ser aceito pelos “independentes” é sempre uma superação.

Melhor DocumentárioHell and Back Again, If a Tree Falls: A Story of The Earth Liberation Front, Paradise Lost 3: Purgatory, Pina, Undefeated.
Palpite – talvez (já que não vi os documentários) Undefeated, pois nada melhor que um time de um dos esportes mais populares do EUA tentando dar a volta por cima.
Torcida – Se Undefeated não ganhar, com certeza o musical em 3D de Win Wenders é que não vai, portanto é só esperar para ver no que vai dar.

Melhor Curta Metragem – Pentecost, Raju, The Shore, Time Freak, Tuba Atlantic.
Palpite – Raju tem uma criança indiana e um casal alemão que se ama, do tipo que a Academia adora.
TorcidaTime Freak tem um pretexto de ficção científica com essa máquina do tempo e o cara perdido no passado, e é sempre bom quando algo diferente ganha um Oscar.

Melhor Curta de AnimaçãoDimanche/Sunday, The Fantastic Flying Books of Mr , Morris Lessmore, La Luna, A Morning Stroll, Wild Life
PalpiteThe Fantastic Flying Books of Mr , Morris Lessmore mistura cinema mudo com os grande musicais, tudo que o Oscar mais esta gostando esse ano, portanto…
Torcida –também não vi nenhum deles.

Melhor Edição de SomDrive, Millenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, A Invenção de Hugo Cabret, Transformers: O Lado Oculto da Lua, Cavalo de Guerra.
PalpiteA Invenção de Hugo Cabret já não deve levar quase nada de suas 11 indicações, portanto algumas estatuetas de consolação devem sobrar em seu colo.
Torcida – É impossível negar que Millenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres tenha grande parte de sua força em todo clima que a ambientação sonora dele cria, portando, difícil encontrar alguém que tenha trabalhado melhor o som de um filme que Millenium. Ainda mais quando estamos falando da mesma equipe que, injustamente, não ganhou em 2011 por A Rede Social.

Melhor SomMillenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, A Invenção de Hugo Cabret, Moneyball – O Homem que Mudou o Jogo, Transformer: O Lado Oculto da Lua, Cavalo de Guerra.
PalpiteA Invenção de Hugo Cabret, mais uma consolação.
TorcidaMillenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres

Melhor MaquiagemPlaneta dos Macacos – A Origem, Albert Nobbs, Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, A Dama de Ferro.
Palpite – Meryl Streep virou a ex-primeira dama da Inglaterra e a Academia adora essas mudanças completas, ainda mais com Meryl Streep no meio.
Torcida – Albert Noobs transforma Glen Close nesse mordomo e impressiona à primeira vista.

Melhores Efeitos Visuais Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, A Invenção de Hugo Cabret, Real Steel, Planeta dos Macacos – O Início, Transformers: O Lado Oculto da Lua.
Palpite – Fim da festa para o Hugo Cabret e quem leva a estatueta dourada deve ser o Planeta dos Macacos – A Origem, já que a Academia vai querer deixar bem claro que Andy Serkis não foi responsável pelo macaco César, mas sim os nerds por trás do computador.
Torcida – o mesmo Planeta dos Macacos, mas por razões muito mais coerentes, já que o visual é impressionante mesmo e só deixa o trabalho de Andy Serkis mais preciso ainda.

Melhor Trilha SonoraAs Aventuras de Tintin, O Artista, A Invenção de Hugo Cabret, O Espião Que Sabia Demais, Cavalo de Guerra.
Palpite – O Artista.
Torcida – O Artista, já que ele é um filme mudo e para criar uma trilha sonora datada como ela poderia ser, mas conseguir fazer isso com tamanha simplicidade, força e personalidade com que ela é feita acaba sendo umas das razões do filme funcionar tão bem em todos outros atributos na hora do encaixe.

Melhor CançãoMan or Muppet de Os Muppets, Real in Rio de Rio.
Palpite – Man or Muppet, já que a Academia adora os Muppets
Torcida – os mesmos bonecos de pano, já que todos adoram os Muppets.

Melhor Direção de ArteO Artista, Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, A Invenção de Hugo Cabret, Meia Noite em Paris, Cavalo de Guerra
PalpiteO Artista, por que simplesmente ele vai ganhar tudo nessa noite e ponto final.
Torcida – é impossível ignorar o trabalho impecável de O Artista na hora de criar todo esse visual clássico e ainda fazê-lo funcionar em um mundo preto e branco, mas talvez fosse um momento interessante para homenagear o capítulo final da saga de Harry Potter, que vem criando uma personalidade sensacional nos últimos filmes e que culmina perfeitamente nessa parte 2.

Melhor Fotografia O Artista, Millenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, A Invenção de Hugo Cabret, A Árvore da Vida, Cavalo de Guerra.
PalpiteO Artista, já que a Academia não nega que quer que esse ano fique marcado na história do Oscar, e também por que adora uma fotografia em preto e branco.
Torcida – das poucas chances que Árvore da Vida vai ter nessa noite, talvez essa seja a única que pudesse ser indiscutível, já que o trabalho de Emmanuel Lubezki é realmente sensível como pouco se vê.

Melhor FigurinoAnonymous, O Artista, A Invenção de Hugo Cabret, Jane Eyre, W.E..
PalpiteO Artista, principalmente pela recriação da Hollywood mais festejada do cinema.
Torcida – Em um dos poucos prêmios que A Invenção de Hugo Cabret merece realmente ganhar vai fica a ver navios, não pela igualmente competente recriação de época, mas, mais ainda, pelos momentos em que Scorsese passeia pelo mundo fantástico de George Meliés.

Melhor EdiçãoO Artista, Os Descendentes, Millenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, A Invenção de Hugo Cabret, Moneyball – O Homem que Mudou o Jogo.
Palpite – Na esteira da grande vitória da noite,O Artista deve colocar mais uma estatueta no bolso.
Torcida – por mais que Millenium crie todo esse ritmo próprio e tenso, O Artista dá uma verdadeira aula de como modernizar uma linguagem clássica sem ser datada.

Melhor Filme Estrangeiro Bullhead, Footnote, In Darkness, Monsieur Lazhar, A Separação.
Palpite – A Separaração, já que ele ganhou tudo que disputou no ano.
Torcida – apostar contra A Separação é o mesmo que querer sair atrás no bolão do Oscar.

Melhor AnimaçãoA Cat In Paris, Chico & Rita, Kung Fu Panda 2, Gato de Botas, Rango.
PalpiteChico & Rita, já que o filme vem ganhando um monte de fãs em Hollywood durante o último mês, como se tivesse sido descoberto só agora.
TorcidaRango, e não só por ter ganho o BAFTA e o ANNIE, mas por ser sensacional e um poço poderoso de referências, com um visual impressionante e um humor afinado.

Melhor Roteiro Adaptado Os Descendentes, A Invenção de Hugo Cabret, Tudo Pelo Poder, Moneyball – O Homem que Mudou o Jogo, O Espião Que Sabia Demais.
PalpiteOs Descendentes, já que o filme é sensacional e aqui seria sua única chance de levar uma estatueta para casa.
Torcida – é uma pena que Os Descendentes, mesmo sendo um dos filmes mais competentes do ano, acabe tendo tão poucas chances de brilhar na noite do Oscar, e uma das razões de seu sucesso é justamente seu roteiro complexo, sensível e emocionante.

Melhor Roteiro OriginalO Artista, Missão Madrinha de Casamento, Margin Call – O Dia Antes do Fim, Meia Noite em Paris, A Separação.
PalpiteO Artista leva mais esse para completar o pacote.
Torcida – Ainda que O Artista seja essa experiência que te leva para 1920, seu ponto mais fraco é, justamente o roteiro, que não se permite ser complexo demais diante do tema, por isso mesmo, talvez aqui fosse o momento em que o apaixonante Meia Noite em Paris poderia ser lembrado. Aqui um adendo, se Kristen Wiig e suas madrinhas de casamento subirem ao palco do Oscar nesse momento vai ser difícil eu acreditar na Academia alguma outra vez em minha vida.

Melhor Atriz CoadjuvanteBérénice Bejo, Jessica Chastain, Melissa Mccarthy, Janet McTeer, Octavia Spencer.
Palpite – Octavia Spencer, por que ela ganhou tudo que concorreu, todos sindicatos, premiações etc.
Torcida – Qualquer uma menos Octavia Spencer, já que, mesmo dentro de Histórias Cruzadas todo resto do elenco parece mais marcante que sua atuação exagerada.

Melhor Ator CoadjuvanteKenneth Branagh, Jonah Hill, Nick Nolte, Christopher Plummer, Max Von Sydow
Palpite – Christopher Plummer, já que é mais um daqueles casos onde um ator ganha todos prêmios do ano, e o Oscar não teria coragem de ignorá-lo.
Torcida – infelizmente Jonah Hill ainda não conseguiu fugir de sua imagem de comediante (mesmo sempre fazendo ótimos trabalhos), e nesse seu primeiro “papel sério” em O Homem que Mudou o Jogo, ainda não vai conseguir ser levado a sério, mas bem que seria interessante seu nome subindo ao palco.

Melhor AtrizGlenn Close, Viola Davis, Rooney Mara, Meryl Streep, Michelle Williams.
Palpite – Viola Davis levou o SAG Awards, mas Meryl Streep vai acabar ficando com a estatueta dourada, por que? Não sei intuição.
Torcida – Rooney Mara foge completamente de quem é e mergulha nessa perona atormentada, encarnando essa Lisbeth Salander ainda com o fantasma da original sueca pelas costas e sem medo de expor toda profundidade de sua personagem para a câmera de David Fincher… mas infelizmente foi fazer tudo isso no ano em que todas suas “adversárias” colecionam um caminhão de indicações e prêmios da academia.

Melhor AtorDemián Bichir, George Clooney, Jean Dujardin, Gary Oldman, Brad Pitt.
Palpite – Dujardin, lógico.
Torcida – ninguém nunca viu o fraces de O Artista fazendo nada a não ser O Artista, e nesse caso sua atuação é indiscutível, então é melhor premiar logo “o tal de” Dujardin antes que se descubra que ele é exagerado e caricato em tudo que ele faz.

Melhor Direção – Michel Hazanavicius, Alexander Payne, Martin Scorsese, Woody Allen, Terrence Malick.
Palpite – Hazanavicious, por seria a coração de O Artista
Torcida –Seria impossível tirar qualquer merecimento de Hazanavisious, tanto por sua coragem quanto por sua homenagem ao cinema, mas um dia a Academia ainda vai olhar para trás e perceber que deixou de homenagear o extraordinário Terence Malick, só esperamos que não seja tarde demais.

Melhor FilmeCavalo de Guerra, O Artista, Moneyball – O Homem Que Mudou o Jogo, Os Descendentes, A Árvore da Vida, Meia-Noite em Paris, Histórias Cruzadas, A Invenção de Hugo Cabret, Tão Forte e Tão Perto.
PalpiteO Artista, por aquele velha razão de mais Oscars etc e tal…
Torcida – Analisando friamente, O Artista é realmente impressionante e consegue fazer isso em várias frentes, tanto técnicas quanto artísticas, mas não consigo parar de pensar no quanto Os Descendentes é muito mais honesto e sensível e Meia-Noite Em París é leve e apaixonante, portanto, minha razão acabaria concordando com a Academia, mas quem liga para razão?
*Depois de ver Drive, fica difícil entender por qual razão ele não se encontra entre esses 9 indicados, ainda mais quando entre eles se encontra Histórias Cruzadase Cavalo de Guerra

(Contagem Final Palpite)
O Artista – 8 Oscars
A Invenção de Hugo Cabret – 2 Oscars
Histórias Cruzadas – 2 Oscars
Os Descendentes – 1 Oscar
O Homem que Mudou o Jogo, Cavalo de Guerra Árvore da Vida, Meia-Noite Em París e Tão Forte e Tão Perto – 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.