Nosso Fiel Traidor | John le Carré continua sendo um mestre do gênero

Nosso Fiel Traidor Filme

Pouca gente tem um domínio total de um gênero como o escrito John le Carre. Sua histórias são a nata da literatura de espionagem moderna e não pelo glamour, mas sim pela realidade, pelo modo cru e sem subterfúgios de suas tramas. Nosso Fiel Traidor segue exatamente esse pretexto, ainda que enverede um pouco mais para uma série de clichês que não são tão comuns ao autor.

Diferentemente da maioria de suas obras que chegam ao cinema (como O Jardineiro Fiel, O Alfaiate do Panamá, e O Espião que Sabia Demais, entre outros), Nosso Fiel Traidor foca sua ação em um professor universitário inglês, e não em um espião (ou agente do governo). E nesse caso, o filme acaba lembrando até mais um certo diretor inglês que adorava colocar seus personagens comuns na hora e lugar errado enfiando-os em intrigas de espionagem.

Mas nem a diretora Susanna White nem o roteirista Hossein Amini são nada perto de Alfred Hitchcock, ainda que acertem muito mais do que erram em Nosso Fiel Traidor. Mas isso não será suficiente para que a adaptação desse livro de 2010 de le Carré seja tão lembrado como outras obras recentes que chegaram ao cinema com “sua assinatura”. O que é uma pena, já que todos as ferramentas para um grande filme estão ali.

Nosso Fiel Traidor começa então com esse casal de ingleses em uma viagem ao Marrocos onde em uma noite sozinho, o professor Perry (Ewan McGregor) acaba conhecendo o festeiro e excêntrico russo, Dima (Stellan Skarsgard). O novo amigo então se confessa uma espécie de contador de uma grande família mafiosa russa, mas que agora, receoso diante de um novo líder da máfia (que mostra toda sua crueldade na apresentação do filme), quer pedir asilo para a Inglaterra em troca de um lista de nomes envolvidos em um grande transação com o próprio governo inglês.

Perry e sua esposa Gail (Naomi Harris) se vêem então em meio a essa trama internacional, onde se sentem obrigados a ajudar a família de Dima enquanto o MI6 não parece estar tão apto a ajudá-los.

E o que sobra em uma história bacana, com personagens interessantes e um ritmo característico de John le Carré (que não fica correndo por ai sem objetivo e leva a história com carinho para cada detalhe e reviravolta), falta um pouco mais de suspense ou de pelo menos algo a ser lembrado depois. Hitchcock fazia questão exatamente disso, colocar seus personagens comuns em meio a um trama maior que eles, mas sempre com o intuito de uma cena ou situação que demonstrasse exatamente isso: O quanto eles são pequenos diante daquilo tudo.

Nosso Fiel Traidor Crítica

Nosso Fiel Traidor então corre morno demais. Com tudo dando certo com muito facilidade e sua surpresas e momentos de virada fiquem reféns demais de uma ou outra luta, tiro ou violência. Falta sutileza para caminhar em meio a esses clichês.

Um problema que não atrapalha em muito o filme, só não permite que ele voe mais alto. Afinal, além de um elenco que funciona bem, e um roteiro bem feito e que não escorrega em furos (e só não é mais empolgante, pois parece não se divertir com as possibilidades que têm em mãos), White busca um visual que funciona bem e valoriza melhor ainda cada cenário e paisagem por onde a ação passa. Melhor ainda, até nas menores cenas, a diretora parece preocupada em criar uma estética própria que busca um rebuscado meio onírico, estourado e que sempre parece estar espionando aquela ação. Sua câmera surge sempre escondida por trás de algo, ou fugindo do simples enquadramento, o que cria uma personalidade visual interessante e marcante.

Mas talvez o problema maior de Nosso Fiel Traidor seja mesmo o momento atual, já que com o nome de le Carré aparecendo cada dia mais (de 2001 para cá, incluindo TV, é sua sétima adaptação), o filme acaba não se destacando entre as outras produções saídas de livros do autor. O que nem de perto é um defeito do filme de Susanna White, mas que com certeza faz com que as comparações existam, e elas farão com que esse novo filme fique um pouco de lado.


“Our Kind of Traitor” (RU/Fra, 2016), escrito por Hossein Amini, à partir da obra de John le Carré, dirigido por Susanna White, com Ewan Mcgregor, Naomie Harris, Stellan Skarsgard e Damian Lewis.


Trailer – Nosso Fiel Traidor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.