Espírito de Família | Um simpático processo de luto


Muitas vezes pequenas histórias com lições simpáticas podem se transformar em filmes que tem exatamente essas intenções. Espírito de Família é um desses exemplos, um jeito simpático e bem-humorado de lidar com o luto e ainda encontrar motivação para seguir adiante.

Na trama francesa escrita e dirigida por Éric Besnard, Alexandre (Guillaume de Troquédec) é um escritor com muitos livros vendidos, mas sem a simpatia de sua família. Não por falta de tentativa, já que seu pai, Jacques(François Berléand), tenta ter uma conversa sincera com ele, mesmo que isso seja a última coisa que faz na vida.

Patriarca com uma carreira famosa de fotógrafo, o a morte do pai acaba deixando um buraco na família, o que acaba fazendo com que o filho mais novo, Vincent (Jérémy Lopez) e a viúva, Roxane (Isabelle Carré) tenham que enfrentar a perda, cada um a seu jeito. Já para Jacques, sobre toda frieza e afastamento, ainda sobra o fantasma do pai, que parece voltar para tentar arrumar com ele todas pontas soltas de uma relação que nunca foi muito boa.

De modo clássico e sem muito desgasta narrativo, Espírito de Família acompanha então esse final de semana onde a família inteira de se encontra pela primeira vez pós o falecimento do pai. Oportunidade perfeita para o luto se tornar em ligação e, aos poucos, todos descobrirem a importância de cuidar de quem fica enquanto não esquecem as lições deixadas pelos que se foram.

O roteiro é claro e não esconde essas intenções, os personagens abrem seus corações e vão reconstruindo suas ligações de família, cada a seu jeito. Portanto, o filme de Besnard nunca finge ser nada a não ser um drama simpático e bem-humorado, muito mais do que uma comédia. Os risos estão lá, mas muito mais diante das pequenas felicidades e momentos tocantes, do que com alguma piada.

Espírito de Família é então esse simpático passatempo sobre uma segunda chance para dizer aquilo que não foi dito, uma trama humana e com personagens humanos. Pequeno, agradável e com emoções enxutas, e isso, muitas vezes, é tudo que uma boa história precisa para ser um filme que entrega tudo que promete, mesmo que não seja tanta coisa assim.


“L´esprit de Famille” (Fra, 2019); escrito e dirigido por Éric Besnard; com Guillaume de Tonquédec, François Berléand, Josiane Balasko, Isabelle Carré, Jérémy Lopez, Maria-Julie Baup e Jules Gauzelin


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.