Conheça os favoritos aos Oscar 2020 – Palpites


Todo mundo quer saber quem sãos o favoritos do Oscar, portanto, não perca tempo e mergulhe nesse guia onde você conseguirá descobrir quem deve levar a estatueta para casa, quem seria uma melhor opção e até se houveram algumas injustiças.

Confira então uma lista de palpites e não deixe de voltar aqui para me cobrar cada erro e festejar cada acerto!

Melhor Filme
Quem vai ganhar: 1917
Quem deveria ganhar: Dos nove indicados, talvez 1917 seja o menos interessante, mas seu visual impressionante seja como aquela luzinha na parede deixando o gatinho maluco. Mas mais especificamente, Parasita, O Irlandês e Era Uma Vez em… Hollywood são produções muito mais interessantes e merecedoras desse Oscar que irá ficar com Sam Mendes.
Quem foi ignorado: E aqui uma lista bem grande com Rocketman, Nós, Midsommar, A Despedida, Joias Brutas, Fora de Série, Retrato de uma Jovem em Chamas, The Nighintgale, High Flying Bird… tudo bem, nem todos esses deveriam estar aqui, mas é bom ter essa impressão de que esses nove filmes não representam o que foi o cinema em 2019. Do mesmo jeito que essas lembranças são somente a ponta desse iceberg.

Melhor Ator
Quem vai ganhar: Joaquim Phoenix, por Coringa
Quem deveria ganhar: Ainda que seja impressionante o trabalho corporal de Phoenix, Adam Driver tem um trabalho muito mais sutil e complexo em História de Um Casamento, enquanto DiCaprio faz talvez o melhor trabalho de sua carreira. Mas sem ambos terem espaço para serem espalhafatosos e exagerados, acabam sem chances.
Quem foi ignorado: Taron Egerton, por Rocketman. Paul Water-Hauser, por O Caso Richard Jewell. Adam Sandler, por Joias Brutas.

Melhor Atriz
Quem vai ganhar: Renée Zellweger, por Judy: Muito Além do Arco-Íris
Quem deveria ganhar: Em um ano em que Lupita Nyong´o nem ao menos foi lembrada, não é surpresa que Zellweger fique com o prêmio, mesmo em um filme chato em que nem sua recriação da atriz salve a experiência.
Quem foi ignorada: Lupita Nyong´o por Nós e Beanie Feldstein por Fora de Série, só para ficar em uma lista curta.

Melhor Ator Coadjuvante
Quem vai ganhar: Brad Pitt, por Era Uma Vez em… Hollywood.
Quem deveria ganhar: Joe Pesci faz um trabalho impecável em O Irlandês, assim como Al Pacino é uma força da natureza no mesmo filme. Talvez a presença de ambos no mesmo filme prejudique as escolhas dos membros e tires as chances de ambos.

Melhor Atriz Coadjuvante
Quem vai ganhar: Laura Dern, por História de Um Casamento.
Quem deveria ganhar: Laura Dern, por História de Um Casamento e qualquer outra coisa que ela fizer, até com dinossauros.

Melhor Animação
Quem vai ganhar: Link Perdido
Quem deveria ganhar: Toy Story 4, porque todo mundo adora o Buzz e o Wood… mas convenhamos, animação em stop-motion é sempre impressionante e a Academia adora elas, ainda uma como Link Perdido, que nem parece usar essa técnica.

Melhor Fotografia
Quem vai ganhar: Roger Deakins, por 1917
Quem deveria ganhar: Roger Deakins, por ter conseguido fazer virar realidade uma ideia completamente maluca (e impressionante!) do Sam Mendes.

Melhor Figurino
Quem vai ganhar: Mayes C. Rubeo, por Jojo Rabbit
Quem deveria ganhar: Por mais que todos outros indicados façam trabalhos de recriação de época impressionantes, cada um diante de uma necessidade diferente, Jojo Rabbit tem um visual que é ao mesmo tempo cheio de personalidade e realista.
Quem foi ignorado: Talvez a dupla David Crossman e Jaqueline Durran, por 1917 merecessem uma lembrança.

Melhor Direção
Quem vai ganhar: Sam Mendes, por 1917
Quem deveria ganhar: Scorsese faz talvez um de seus trabalhos mais maduros, porém pouco extravagante. Bong Joon-Ho cria um filme visualmente marcante, narrativamente pertinente e poderoso. Tarantino é impecável. Isso enquanto Phillips comanda um Coringa superestimado. Mas nenhum deles criou um espetáculo visual tão impressionante quando Mendes.
Quem foi ignorado: Greta Gerwig, por Adoráveis Mulheres.

Melhor Documentário
Quem vai ganhar: “For Sama”
Quem deveria ganhar: Não adianta, a Netflix não vai ganhar o Oscar, por mais que Democracia e Vertigem e Industria Americana sejam ótimos exemplos de grandes documentários. Nossa torcida fica, logicamente, com Democracia em Vertigem, mas improvável que isso vá acontecer.

Melhor Documentário (curta-metragem)
Quem vai ganhar: “Learning to Skateboard in a Warzone (If You´re a Girl)”
Quem deveria ganhar: “Learning to Skateboard in a Warzone (If You´re a Girl)”, principalmente, porque com um nome bacana desses, o filme não deveria perder nenhuma premiação.

Melhor Montagem
Quem vai ganhar: Michael McCusker e Andrew Buckland, por Ford vs Ferrari
Quem deveria ganhar: A quantidade enorme de cortes de Ford vs. Ferrari é impressionante nas cenas de corrida, mas o trabalho de Thelma Schoonmaker em O Irlandês é de uma genialidade ímpar, criando uma linearidade na ausência de uma trama não linear transformando um filme de três horas em uma sensação de 90 minutos.

Melhor Filme Internacional
Quem vai ganhar: Parasita
Quem deveria ganhar: Parasita já não vai ganhar o Oscar de Melhor Filme, então o de Melhor Filme Internacional vai ser um belo prêmio honorário, do mesmo jeitinho que aconteceu com Roma.
Quem foi ignorado: Bacurau, não porque tivesse chances de ganhar, mas sim porque seria um filme que representa bem a diversificação e capacidade do cinema brasileiro.

Melhor Maquiagem e Penteado
Quem vai ganhar: O Escândalo
Quem deveria ganhar: Ninguém chega nem perto do trabalho incrível de O Escândalo.

Melhor Trilha Sonora Original
Quem vai ganhar: Hildur Guðnadóttir, por Coringa
Quem deveria ganhar: Em um ano sem muitas trilhas memoráveis, Coringa deve levar essa para casa sem muitas surpresas.

Melhor Canção Original
Quem vai ganhar: “(I’m Gonna) Love Me Again”, de Rocketman, letra de Bernie Taupin e música de Elton John
Quem deveria ganhar: Academia nunca perde a oportunidade de premiar uma grande personalidade da música pop, ainda mais uma que já tem um Oscar na prateleira e viu sua cinebiografia ser um dos filmes mais injustiçados da noite.

Melhor Design de Produção
Quem vai ganhar: Era Uma Vez em… Hollywood
Quem deveria ganhar: Por mais que Jojo Rabbit e 1917 tenham visuais incríveis e recriações de época irretocáveis, o novo filme de Quentin Tarantino é um presente visual para os amantes do cinema.
Quem foi ignorado: Talvez Ford vs. Ferrari e Entre Facas e Segredos pudessem estar nessa lista.

Melhor Curta-Metragem (animação)
Quem vai ganhar: “Hair Love”
Quem deveria ganhar: “Hair Love”, pela falta de ter conseguido analisar os indicados.

Melhor Curta-Metragem (live action)
Quem vai ganhar: “Nefta Football Club”
Quem deveria ganhar: “Nefta Football Club”, também não consegui analisar todos.

Melhor Edição de Som
Quem vai ganhar: Oliver Tarney e Rachael Tate, por 1917
Quem deveria ganhar: 1917 cria um mundo de ruídos, barulhos, tiros e um ambiente inteiro de sons conhecidos, portanto, ainda mais complicado de reproduzir. Talvez Ford vs. Ferrari tenha um trabalho igualmente impressionante e ambos estão realmente à frente dos outros indicados.

Melhor Mixagem de Som
Quem vai ganhar: 1917
Quem deveria ganhar: 1917, porque é realmente impressionante o desenho de som do filme e o quanto isso cria um ambiente sonoro incrível.

Melhores Efeitos Visuais
Quem vai ganhar: 1917
Quem deveria ganhar: Por mais que o Sindicado de Efeitos Especiais tenha escolhido O Rei Leão, talvez a Academia acaba optando por 1917, já que ninguém gostou da nova animação da Disney, que ficou entre o live action o desenho e foi rejeitado por ambos os lados.

Melhor Roteiro Adaptado
Quem vai ganhar: Taika Waititi, por Jojo Rabbit
Quem deveria ganhar: Jojo Rabbit consegue ser engraçado, emocionante, sensível e ainda pertinente, tudo em uma trama que se encaixa bem e segue firme e clara, por mais que caia um pouquinho no final. Mas a grande verdade é que nenhum dos outros indicados faz um trabalho melhor.
Quem foi ignorado: Não teria tido uma surpresa se o roteiro de Doutor Sono fosse lembrado nessa categoria.

Melhor Roteiro Original
Quem vai ganhar: Bong Joon-Ho e Han Jin Won, por Parasita
Quem deveria ganhar: Quentin Tarantino, por Era Uma Vez em… Hollywood, o que não diminui a qualidade do texto de Parasita.
Quem foi ignorado: Um dos grandes destaques da temporada, A Despedida, de Lulu Wang, parece ter sido ignorada por todos, portanto, não é surpresa que isso volte a acontecer aqui. Assim como roteiro de Fora de Série, por se tratar de uma comédia adolescente, parece ter sido ignorado por todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.