Brüno

Bruno Filme

Durante todos os oitenta e poucos minutos de Brüno, novo filme estrelado por Sacha Baron Cohen, o que surgirá em sua mente são adjetivos como: doentio, desrespeitoso, agressivo, ultrajante e ofensivo; mas isso não chega a ser um problema, já que, durante todo esse tempo sua gargalhadas não o deixaram ouvir seu pensamentos.

O ex-Borat ataca agora como o apresentador de um programa fashion Austríaco que resolve ir para os Estados Unidas atrás de fama, já que pretende se tornar, como ele mesmo diz: O segundo Austríaco mais famoso do mundo, logo depois de Hitler.

É lógico que esse arremedo de linha narrativa serve apenas para o comediante inglês apontar suas armas, mais uma vez, na direção da terra do Tio Sam, com seus alvos não acabando por serem tão diferentes assim de seu predecessor, preconceito, fama e o famoso american way of life, e nem se mostra tão ousados como o segundo maior repórter do cazaquistão, mas ainda assim arranca risadas desenfreadas no escuro do cinema.

Cohen desaparece mais uma vez por trás do personagem e continua com o poder de fazer as pessoas falarem, e fazerem, os maiores absurdos diante das câmeras, sem perceberem que estão sendo sacaneadas, mesmo não deixando ninguém ser ingênuo o bastante de achar que tudo aquilo é natural, mas ainda sim deixando claro que a maioria é. E são exatamente essas últimas que valem o filme, já que é impossível não morrer de dar risada de sua “desgaynização”, ou não se assustar com as mães no teste de trabalho para o pequenos filhos, e ainda no fim, não se emocionar com o beijo apaixonado no meio do ringue de vale-tudo.


Brüno (2009) Direção: Larry Charles


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.