Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto

Antes Que o Diabo Saiba Que Você Está Vivo Filme

Entre muita coisa que aprendi lendo Fazendo Filmes de Sidney Lumet (uma meia dúzia de verdades universais provavelmente me fizeram encarar o cinema de um modo diferente) duas não paravam de piopocar na minha frente enquanto eu via seu Antes que o Diabo Saiba que Você está Morto.Primeiro, Lumet escreve que “não faz sentido gastar duas horas com algo que se torne evidente nos primeiro cinco minutos”, e é exatamente isso que ele faz em seu filme.

Durante quase duas horas, o espectador é apresentado a uma trama tão magnética e cheia de nuances, que parece até grande demais para seu tempo. Nela, dois irmãos  resolvem assaltar uma certa loja de jóias, mas acabam vendo suas vidas sendo despedaçadas por isso. Mas não se engane, nada é aparente, e muito menos sem função.

Com meia hora de filme, tudo que podia dar errado na situação já deu, e ai só sobra para o espectador imaginar milhões de jeitos e lugares para onde aquela aparente tragédia possa carregar a trama. E é ai que entra mais ainda a genialidade de Lumet, quando conta em seu livro que “a inevitabilidade não significa a previsibilidade”. Durante todo filme, Lumet vai espalhando pistas e pontas para serem manipuladas pelo andamento do filme, é impossível você não desconfiar de onde tudo aquilo vai parar, e, é mais impossível ainda, descobrir como tudo se afunilará para aquilo. A cada momento todos são presenteados não como uma surpresa, mas com um caminho não imaginado, dando um frescor incrível para cada sequencia, assim como uma força narrativa impactante, do começo ao seu fim.

Ainda citando seu livro (pela última vez, juro), ele escreve que “o desempenho deve dar recheio ao personagem”, e é exatamente isso que talvez faça Lumet arrancar sempre interpretações perfeitas dos atores quando estão em suas mãos, e isso faz mais ainda de Antes que o Diabo… uma experiência obrigatória, com um elenco que traz algumas das mais fortes atuações do ano. Na ponta de tudo, Phillip Seymour Hoffman, tornando a cada dia mais clichê do que nunca apontá-lo como um gênio de sua geração, criando um personagem tão profundo e repleto de camadas que acaba carregando com ele todos a sua volta, principalmente Ethan Hawk, provando mais uma vez o quanto seu rendimento aumenta perto de bons atores, como claramente é o caso.

Sem medo de encarar toda trama de frente, a câmera de Lumet, e essas duas atuações precisas, mostram o quanto mundos podem desmoronar e se despedaçar diante dos olhos de um espectador que provavelmente não vai conseguir ficar confortável enquanto não chegar ao final de um filme surpreendente e forte como um soco na boca do estômago. No bom sentido.


 Before the Devil Knows You´re Dead (EUA, 2007) escrito por Kelly Masterson, dirigido por Sideny Lumet, com Phillip Seymour Hoffman, Ethan Hawk, Albert Finney, Marisa Tomey


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.