A Sombra do Inimigo

Talvez não seja muito exagero achar que, mesmo com alguns poucos momentos interessantes, tanto Beijos que Matam quanto Na teia da Aranha não conseguem chegar nem perto de serem filmes marcantes, ficando muito mais até no terreno dos suspenses A Sombra do Inimigo Poster Filmedescartáveis. E isso, mesmo com Morgan Freeman no papel do detetive/psicólogo Alex Cross, por isso, ter que aguentar Tyler Perry nessa espécie de reboot da série em A Sombra do Inimigo já é demais.

E isso não é preconceito por Perry ser o “pai” da personagem Madea (talvez uma das maiores atrocidades que o cinema produziu na última década), tampouco por ele ainda ser responsável por um número enorme de outras produções que parecem se esforçar para agradar apenas o público negro (ou afrodescendente, como preferirem) e acabam esquecendo de agregar qualquer qualidade aos resultados. O problema é um pouco mais embaixo.

Por mais que seja difícil acreditar que Perry não fosse estragar qualquer filme, dirigido por quem fosse e escrito por qualquer um, A Sombra do Inimigo ignora tudo isso e junta dois roteirista sem experiência, Marc Moss e Kerry Williamson, com o tarimbado Rob Cohen, aquele mesmo que, em meio a um mar de desastres, acertou em Velozes e Furiosos. Com tudo, o resultado da adaptação de mais um livro de James Patterson e apenas mais uma besteira para o currículo de todos eles.

De modo descontrolado e sem a mínima sutileza, aquele mesmo Alex Cross pensativo e amadurecido agora é um policial de Detroit que, logo nos primeiros segundo de filme, dá conta de um bandido qualquer à base de porrada. Mais ainda, Cross não parece usar nem ao menos um neurônio de seu cérebro nesse começo. Apenas mais um detetive genérico, vestindo um sobretudo genérico e na companhia de um parceiro mais genérico ainda vivido por Edward Burns.

Entre uma tonelada de diálogos explicativos e mais um monte de clichês (como os responsáveis pelos computadores da polícia serem nerds cabeludos, a mãe de Cross reclamar o tempo inteiro e o chefe dele sair de cena com frases de efeito), Cross e sua equipe dão de cara com um psicopata (adivinhem…) genérico que inicia um jogo de gato e rato com o detetive, enquanto parece planejar a morte de um rico empresário da cidade (Jean Reno, mas poderia ser qualquer ator do mundo).

A Sombra do Inimigo Poster Filme

E falando sobre clichês, A Sombra do Inimigo ainda é recheado de pérolas que passam pela própria caracterização do serial killer vivido por Matthew Fox (o Jack de Lost), que é apenas um esquizofrênico qualquer, com um olhar vidrado que as vezes se perde em algum lugar no alto, um monte de frases assustadoras, e até uma casa esquisita (na forma de um paralelepípedo, e, para dar “nome aos bois”, isso é culpa da direção de arte). Do lado da lei, Cross só não se cai em um clichê maior ainda, pois Perry não desenvolve absolutamente nada do personagem. Como se apenas se esforçasse para aceitar essa “versão pouco inteligente” do personagem.

Talvez seja culpa do roteiro, do diretor, do próprio Best Seller, mas é impossível encontrar qualquer resquício de genialidade no herói, preenchendo suas deduções com momentos óbvios e ainda tomando decisões que não fazem sentido, como cerrar o cano de uma espingarda, encher uma mala de armas, se vestir de preto e sair em busca do assassino, sem sequer uma pista que o leve a algum lugar.

Na contramão de tudo isso, A Sombra do Inimigo, pelo menos, pode acabar surpreendendo o espectador com a morte de alguns personagens para motivar todo gana de Cross em encontrar o assassino, mas, ainda assim, o que sobra é apenas a torcida para que, caso a série de livros voltem a serem adaptados (Double Cross ja está engatilhado) que, pelo menos, Tyler Perry deixe de ser a Madea e tente ser o Morgan Freeman.


Alex Cross(EUA, 2012) escrito por Marc Moss, Kerry Williamson e James Patterson (livro), dirigido por Rob Cohen, com Tyler Perry, Matthew Fox, Rachel Nichols, Edward Burns e Jean Reno .


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.