A Lenda do Tesouro Perdido: O Livro dos Segredos

Além de muito mais fraco do que o primeiro, continuação A Lenda do Tesouro Perdido: O Livro dos Segredos peca ainda em vários lugares, mesmo que, no fim das contas, caminhe de um jeito que vai agradar à maioria do público.

Com um começo apressado, principalmente na hora de apresentar a trama e fundamentar sua motivações, o que deixa ambos com pouca força dentro da história, coisa que, mais que rapidamente se transforma, e mascara esse equivoco inicial, no que todo mundo espera: uma série de quebra-cabeças que movem a trama para alguma descoberta sensacional, cheia de teorias conspiratórias e armadilhas a serem ultrapassadas.

Todo o elenco volta e ganha a companhia, sempre bem-vinda, de Helen Mirren e Ed Harris (embora ela acabe sendo extremamente mau usada, com uma personagem rasa demais), em uma trama sobre civilizações pré-colombianas, o assassinato de Lincoln e um suposto livro que guarda vários segredos dos Estados Unidos, lógico com toda devida forçação de barra que uma história desse tipo pede.

Por andar um pouco reto demais e lento demais, com poucas reviravoltas, e não primar por soluções muito criativas, pode não agradar à alguns, mas ainda assim vai acertar em cheio quem já  se divertiu com o primeiro.


National Treasure: Book os Secrets (EUA, 2007) escrito por The Wibberleys, dirigido por Jon Turteltaub, com  Nicolas Cage, Justin Bartha, Diane Kruger, Jon Voight, Helen Mirren, Ed Harris, Harvey Keitel.