Vinicius Carlos Vieira
22 de janeiro de 2018

Ontem (21) aconteceu a premiação do Sindicato dos Atores e o grande vencedor da noite foi o drama Três Anúncios Para Um Crime, com três prêmios. Fraces McDorman e Sam Rockwell, além de Melhor Elenco, colocaram o filme de Martin McDonagh como um dos maiores ganhadores da história da premiação, o que só reforça o quanto o filme ainda aparecerá no resto da temporada não mais como azarão.

Antes dele, somente Beleza Americana, Chicago e Histórias Cruzadas tinham levado três prêmios, mas tudo isso não tirou a falta de surpresas da noite. Levou quem todo mundo achava que iria (e merecia levar), o que é bom para a credibilidade da premiação, mas não ajuda a ela se tornar um programa de TV badalado, como é o Oscar e o Globo de Ouro. E o esforço para que isso aconteça ficou óbvio, principalmente ao, pela primeira vez, ter agora um apresentador para fazer uma ou duas piadas entre as categorias.

Na verdade, “uma” apresentadora, já que foi a simpática Kristen Bell. E assim como a presença feminina da “mestra de cerimônias”, todas categorias também foram apresentadas por atrizes, o que mantém um certo ar de manifestação que começou no Globo de Ouro, passou por aqui em quase todos discursos de agradecimento e deve sim chegar ao Oscar.

E falando em Oscar, é melhor não ir se empolgando muito, o Sag Awards é um termômetro, mas muito mais para as categorias específicas do que para Melhor Filme. Em 23 anos de premiação, somente 11 vezes o “Melhor Elenco” do Sag Awards ficou com o grande prêmio da noite no Oscar. Já tanto em Melhor Ator e Atriz, apenas seis vezes quem ganhou o Sindicato dos Atores não repetiu o mesmo na Academia. Entre os atores coadjuvantes, só oito vezes eles não levantaram as duas estatuetas e cinco entre as atrizes.

E em anos como esse, onde o quatro vencedores vem de trabalhos mais complexos e cheios de força, resta apenas a seus concorrentes aproveitarem a noite e nem precisarem mais fazer um discurso de agradecimento para ficar no bolso.

A noite ainda ficou completa com Morgan Freeman sendo homenageado com o prêmio pela sua carreira, o que, curiosamente, interrompe a sequência de quatro homenageadas desde de 2013, justamente no ano em que Hollywood mais luta pela respeito as mulheres nessa indústria. Ironias de Hollywood, melhor se acostumar a elas.

Confira então os vencedores do 24° SAG Awards:

Melhor Ator

Gary Oldman, por O Destino de Uma Nação VENCEDOR

Indicados: Timothée Chalamet, por Me Chame Pelo Seu Nome | James Franco, por O Artista do Desastre | Daniel Kaluuya, por Corra! | Denzel Washington, por “Roman J. Israel, Esq”

Melhor Atriz

Frances McDorman, por Três Anúncios Para Um Crime VENCEDORA

Indicados: Judi Dench, por Vitória e Abdul | Sally Hawkins, por A Forma da Água | Margot Robbie, por Eu, Tonya | Saoirse Ronan, por Lady Bird

Melhor Ator Coadjuvante

Sam Rockwell, por Três Anúncios Para Um Crime VENCEDOR

Indicados: Steve Carrel, por A Guerra dos Sexos | Willem Dafoe, por O Projeto Florida | Woody Harrelson, por Três Anúncios Para Uma Crime | Richard Jenkins, por A Forma da Água

Melhor Atriz Coadjuvante

Allison Janney, por Eu, Tonya VENCEDORA

Indicados: Mary J. Bligge, por Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi | Hong Chau, por Pequena Grande Vida | Holly Hunter, por Doentes de Amor | Laurie Metcalf, por Lady Bord

Melhor Elenco

Três Anúncios Para Um Crime VENCEDOR

Indicados: Doentes de Amor | Corra! | Lady Bird | Mudbound – Lágrimas Sobre O Mississipi

Os indicados e vencedores das categorias de TV você encontra aqui

Outros artigos interessantes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.