De hoje até o dia 29 de janeiro a Unifrance, associação com mais de 800 profissionais do cinema francês, unidos para promover os filmes, da França, para o resto do mundo, e a Allocine, site especializado em disponibilizar produções via streaming, se juntam para um marco pioneiro na realização de festivais: o My French Film Festival.

Um festival de cinema que extrapola as barreiras físicas e vai até onde o espectador está, em seu computador. Nele, qualquer um, em qualquer lugar do mundo, vai ter a oportunidade de ver mais de vinte produções de novos cineastas franceses (todas com legendas em várias línguas). O MyFFF ainda disponibilizará, de bônus (nos mesmo moldes), “French Cancan” (1955) de Jean Renoir.

Mas o que tudo isso tem a ver com o Cinemaqui? A começar que o assunto é cinema (e francês ainda por cima, onde a sétima arte é, mais que na maioria dos lugares, arte mesmo), e só isso já seria interessante (ainda mais com a possibilidade de conhecer uma nova geração de cineastas), mas não é só isso. O festival contará com dez longas metragens e dez curtas em uma mostra competitiva, que dará três prêmios: o da internet, o dos Blogueiros Estrangeiros e um último da Imprensa, também, Estrangeira. É ai que entra o Cinemaqui, pois esse mesmo que escreve essas linhas será um dos trinta e cinco blogueiros jurados, de quinze países diferentes (dois do Brasil).

Por isso, de 14 a 29 de Janeiro, o Cinemaqui cobrirá o festival por inteiro, com críticas, dicas e o que mais for interessante sobre o assunto, ainda que o melhor mesmo fosse que todo mundo desse uma passada no site do MyFFF e conferisse essa oportunidade única.

Boa Diversão.

Outros artigos interessantes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.