Mais um especial de começo de ano com os Melhores Filmes de 2014. Confira e deixe sua opinião!

(sem ordem de preferência)


O Lobo de Wall Street
(“The Wolf of Wall Street”, EUA, dirigido por Martin Scorsese)

O Lobo de Wall Street

A única coisa mais pirada do que o mercado de ações durante os anos 80 que poderia acontecer, seria essa história cair nas mãos de Martin Scorsese em um momento de sua carreira onde pudesse fazer o que quiser. E ele faz, com direito a um humor descontroladamente ácido, drogas, anões, mais drogas e muito dinheiro.


Ela
(“Her”, EUA, dirigido por Spike Jonze)

Ela

O filme é apaixonante, a história é apaixonante, a voz de Scarlett Johansson é apaixonante, a atuação de Joaquim Phoenix é apaixonante, e por fim, o carinho e o cuidado com que Spike Jonze comanda tudo isso é apaixonante.
PS: a trilha sonora é igualmente apaixonante


Sob a Pele
(“Under The Skin”, RU/EUA/Sui, dirigido por Jonathan Glazer)

Sob a Pele

Uma ficção científica com cérebro e com a vontade de ser mais do que um simples filme sobre um ET que chega ao Planeta com o intuito de invadí-lo. Ainda mais quando existe a possibilidade de discutir a humanidade em seus mais profundos meandros. Isso e uma direção incrível em busca de pequenos momentos que mais parecem obras de arte.


Relatos Selvagens
(“Relatos Salvajes”, Arg, dirigido por Damián Szifrón)

Relatos Selvagens

Um mosaico bem humorado, violento e cru sobre vingança e quão longe se pode chegar com ela, mesmo que isso signifique um completo desastre. Ritmo incrível, roteiro preciso e mais um momento inspirado do cinema argentino.


Nebraska
(“Nebraska”, EUA, dirigido por Joel e Ethan Coen)

Nebraska

É difícil conseguir fugir de obras tão precisas e sensíveis como essa. Uma história tão real que não permite desgrudar os olhos desses personagens, de seus sonhos e das possibilidades de realizá-los cada um a seu jeito. Incrível, forte, emocionante e bem humorado.


Inside Llewyn Davis: A Balada de Um Homem Comum
(“Inside Llewyn Davis”, EUA, dirigido por Ethan e Joel Coen)

Inside Lwelyn Davis

Como é de se esperar, os irmãos Coen conseguem produzir um filme maior do que sua própria trama. Uma daqueles exemplos onde uma história simples pode ser tão cheia de camadas e significados que é difícil acabar de assistí-la e não ter uma vontade enorma de voltar tudo e tentar descobrir o quão mitológico é essa odisséia do protagonista. Um caminho onde ele precisa ultrapassar seus limites e encontrar nele mesmo um jeito de voltar para casa.


O Homem Duplicado
(“Enemy”, Can/Esp, dirigido por Denos Villeneuve)

O Homem Duplicado

É bom ficar perdido durante um filme, aguça os sentidos, mas é melhor ainda acabar de vê-lo e se deixar levar por significados e mistérios que aquela experiência te deixou. Talvez O Homem Duplicado seja uma ficção científica sobre extraterrestres, talvez um devaneio psicológico, um problema de dupla identidade ou qualquer outra coisa que você possa pensar. Filmes demais dentro de um filme só, e não existe coisa mais incrível que isso.


O Grande Hotel Budapeste
(“The Great Budapest Hotel”, EUA, dirigido por Wes Anderson)

O Grande Hotel Budapeste

Não há dúvidas que Wes Anderson sabe contar histórias. Também não há dúvida que tem um modo peculiar de apresentar essas histórias. O resultado disso então são sempre filmes deliciosos e incríveis.


Guardiões da Galáxia
(“Guardians of The Galaxy”, EUA, dirigido por James Gunn)

Guardiões da Galáxia

Quem disse que um filme não dá para ser descartável e incrível deveria ver essa tentativa da Marvel de ganhar algumas centenas de milhões, mas que acabou se tornando o filme mais comentado de 2014. E não de graça, já que Guardiões tem uma história interessante, personagens incrivelmente divertidos, um trilha sonora inesquecível e um roteiro engraçado até o último “Eu sou Grooot”.


Garota Exemplar
(“Gone Girl”, EUA, dirigido por David Fincher)

Garota Exemplar

Ainda que tenha sido relegado por muita gente, tem a cara de David Fincher. Uma trama misteriosa, personagens interessantes, algumas pequenas reviravoltas e um visual incrível que só o diretor conseguiria alcançar. Ok, ninguém também gostou de Zodiaco e era um filmaço. Garota Exemplar entra nessa categoria.


Menção Honrosa

Tudo por Justiça (“Out of Furnace”), Chef (“Chef”), Miss Violence (“Miss Violence”), Capitão América 2: O Soldado Invernal (“Captain America: The Winter Soldier”), Praia do Futuro, Entre Nós, Boa Sorte e Abutre (“Nightcrawler”)

Outros artigos interessantes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.