Em um ano cheio de sucessos, blockbusters e filmes inesquecíveis (assim como esquecíveis), confira aqui a lista com os 10 melhores filmes de 2014 escolhidos pelo crítico do CinemAqui, Eduardo Sandrini.

1 – Ninfomaníaca (Volumes 1 e 2)
(“Nymphomaniac: Volumes 1 and 2”, Den/Ale/Bel/RU/Fra, dirigido por Lars Von Trier)

Ninfomaníaca
O filme é um profundo, complexo e genial estudo sobre algo que tanto adoramos: sexo. Único em estilo, inventivo em sua criação e magnífico em suas performances, Ninfomaníaca é uma obra-prima para entrar para os anais do cinema.


2 – Mommy
(“Mommy”, Can, dirigido por Xavier Dolan)

Mommy
Emocionante e envolvente, “Mommy” conta com um construção visual soberba que auxilia de sobremaneira a sua já excelente estória, impulsionando o filme a um outro patamar.


3 – Boyhood: Da Infância à Juventude
(“Boyhood”, EUA, dirigido por Richard Linklater)

Boyhood
Filmado ao longo de 12 anos pelo talentosíssimo diretor de Antes do Amanhecer (Richard Linklater), Boyhood é um belíssimo filme sobre a passagem do tempo, mostrando o desenvolvimento de um garoto até sua fase adulta. Porém, o filme só consegue ser bem-sucedido nisso por retratar os personagens secundários (sua família e amigos) com igual carinho, sendo assim capaz de construir de forma sem igual o nosso envolvimento com aquelas pessoas.


4 – Garota Exemplar
(“Gone Girl”, EUA, dirigido por David Fincher)

Garota Exemplar
Sublime em sua trama e no modo como subverte as expectativas do público a todo momento, rico em detalhes e ainda contando com eficientes performances, Garota Exemplar é um dos melhores trabalhos – se não o melhor – de um dos já mais bem estabelecidos diretores de Hollywood, David Fincher.


5 – Leviatã
(“Leviafan”, Ru, dirigido por Andrey Zvyagistsev)

Leviatã
Mostrando-se como um retrato de uma Rússia corrupta e regida pelo poder, Leviatã é um filme impactante que toma novos contornos quando visto por olhos de quem vive em um país que apresenta os mesmos problemas.


6 – Interestelar
(“Interstellar”, EUA, dirigido por Christopher Nolan)

Interestelar
A obra-prima de ficção-científica do renomado diretor Christopher Nolan é mais do que “apenas uma ficção”. Funcionando também como uma análise do que é o amor e do que somos capazes de fazer por ele e ainda contando com – mais uma – estupenda performance do incomparável Matthew McConaughey, Interestelar se mostra como o trabalho mais maduro e completo no invejável currículo de Nolan.


7 – Miss Violence
(“Miss Violence”, Gre, dirigido por Alexandros Avranas)

Miss Violence
Um soco no estômago do começo ao fim.


8 – O Abutre
(“Nightcrawler”, EUA, dirigido por Dan Gilroy)

Abutre
O diretor estreante Dan Gilroy consegue aqui criar um dos personagens mais repugnantes da história do cinema (graças também à extraordinária performance de Jake Gyllenhaal). Isso, por si só, já seria suficiente para colocar O Abutre como um dos destaques do ano. Mas o filme é muito mais do que isso. Envolvente e marcante do início ao fim, O Abutre merece todos os prêmios que certamente virão com a temporada de premiações.


9 – Frozen: Uma Aventura Congelantee
(“Frozen”, EUA, dirigido por Chris Buck e Jennifer Lee)

Frozen
Em suma: um novo conto de fadas.


10 – Vidas ao Vento
(“Kaze tachinu”, EUA, dirigido por Hayao Miyazaki)

Vidas Ao Vento
Tocante e belíssimo como sempre, Vidas ao Vento é mais uma obra-prima do mestre Hayao Miyazaki para fechar com chave de ouro sua formidável carreira.


Menções honrosas
Sob a Pele (“Under the Skin”), Ela (“Her”), Guardiões da Galáxia (“Guardians of the Galaxy”), Hoje eu Quero Voltar Sozinho, De Volta ao Jogo (“John Wick”), Instinto Materno (“Child’s Pose”), Dólares de Areia (“Dólares de Arena”), Capitão América 2: O Soldado Invernal (“Captain America: The Winter Soldier”)


Outros artigos interessantes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.