Assim como seu famoso personagem Michael Collins do filme dirigido por Neil Jordan, Liam Neeson é irlandês, mas muito mais do que o Collins real hoje Neeson é umas das personalidades mais conhecidas do mundo. Ainda que em alguns momentos desses mais de trinta anos de carreira não parecesse que esse fosse ser o futuro.

Neeson nasceu em sete de julho de 1952, no norte da Irlanda (Ballymena). Filho de uma cozinheira e um zelador de uma escola, aos quinze anos já trabalhava entre outras coisas como motorista de caminhão e operador de guindaste na cervejaria Guinness. Sua vida fora dos “trabalhos normais” ainda o levou a uma curta carreira de pugilista amador, mas tudo isso antes de em 1981 se inscrever em uma companhia de teatro de Belfast. Passo que o colocou logo no cinema.

Liam Neeson - Darkman

No mesmo ano apareceu quase como um ponta em Excalibur, de John Boorman, era um dos Cavaleiros da Távola Redonda, Gawain, mas ninguém se lembra realmente disso. Assim como ninguém se recorda de sua presença no épico mágico de Peter Yates, Krull, e pode acreditar, nesse, ele fica em cena por um bom tempo.

Seu destaque só veio mesmo alguns anos depois quando encarnou um surdo mudo no suspense Sob Suspeita, dirigido pelo mesmo Yates. Neeson chamou a atenção em um elenco que ainda contava com Cher e Dennis Quaid. O filme não fez muito sucesso, mas o nome de Neeson entrou para a lista de Hollywood, ainda que isso queira dizer um punhado de coadjuvantes e pontas.

Talvez sua sorte só tenha virado ao entrar para o elenco de Na Lista Negra, quinto filme protagonizado pelo mal humorado policial de Clint Eastwood, Harry Callahan. Neeson era então o antagonista de um blockbuster, o que o colocou sob os holofotes e o levou a seu primeiro papel “realmente” principal: Darkman.

Dirigido por Sam Raimi depois desse ter vindo dos dois primeiros e amalucados Uma Noite Alucinante (ou Evil Dead, como você preferir!), Darkman era uma tentativa de emplacar um filme de super-herói cult com traços de terror e um humor quase sarcástico demais para ser entendido. Fora isso, tirando alguns minutos no começo, Neeson ainda teria que passar o filme quase inteiro sob uma maquiagem deformada ou bandagens (por sorte era a segunda opção que compunha o visual do “herói”). O enorme fracasso do filme o levou a um período sabático de volta à Inglaterra e aos palcos, caminho que, ai sim, o levaria ao estrelato.

Em 1993 em uma viagem à Londres, Steven Spielberg acabou dando de cara com Neeson em uma peça, o que o levou a convidá-lo a “encarnar” o protagonista de seu próximo filme: Oskar Schindler. A Lista de Schindler, como todos sabem, foi um enorme sucesso, Neeson foi indicado ao Oscar (só não ganhou pois no mesmo ano Tom Hanks foi despedido por ter AIDS em Filadélfia), e se tornou uma estrela tão grande que todos “Krulls” e “Darkmans” puderam ficar esquecidos.

Liam Neeson - A Lista de Schindler

Os anos 90 passaram com Neeson no primeiro escalão de Hollywood, o que acabou mostrando um pouco de sua personalidade artística. Toda fama o permitiu escolher projetos desafiadores como Nell, com Jodie Foster (onde conheceu sua esposa Natasha Richardson, com a qual ficou casado até seu falecimento em 2009), o épico romântico Rob Roy, o pesado Antes e Depois, com Meryl Streep e o biográfico e político Michael Collins. Mas os anos 80, os duelos e as cenas de ação estavam prestes a voltar à sua vida.

Em 1999 acabou então ficando com um dos papeis principais da volta de Star Wars aos cinemas. O Qui-Gon Jinn de A Ameaça Fantasma tinha a responsabilidade de servir de combustível para grande parte do que viria a acontecer nos dois outros filmes (e consequentemente na trilogia original) e o sucesso do personagem seria óbvio e imediato, levando o nome de Neeson mais ainda para o alto dos créditos. Alto o suficiente para três anos depois ser a participação especial de Gangues de Nova York de Martin Scorsese.

O que veio despois talvez não seja o melhor dos exemplos, já que Neeson acabou errando bastante antes de em 2005 aceitar o que parecia ser uma participação em Batman Begins, mas que em uma reviravolta do roteiro o colocou como um dos personagens principais. O sucesso enorme de Batman o colocou mais ainda no alto de Hollywood, e talvez o treinamento tanto para o personagem, quanto para o Qui-Gon Jinn abriram uma nova porta para Liam Neeson: os filmes de ação.

Liam Neeson - A Ameaça Fantasma

Ainda que nos últimos anos tenha conseguido abrir espaço na agenda para ser a voz do leão Aslan nas Crônicas de Nárnia ou um outro tipo de Deus, na verdade o próprio Zeus, no remake de Fúria de Titãs, seu sucesso nas bilheterias tem vindo mesmo quando Neeson resolve colocar para fora o personagem oitentista que tem dentro de si.

Em 2008 estrelou o frenético “Busca Implacável, produzido por Luc Besson e dirigido por Pierre Morel. Com Besson no roteiro e na produção ainda encarnou mais um Busca Implacável e em 2015 fechará a “trilogia”. Já em 2011, agora pelas mãos do espanhol Jaume Collet Serra estrelou o pseudo suspense Desconhecido, pseudo, porquê tão logo o mistério acaba é hora de Liam Neeson matar um monte de capangas. Com o mesmo Serra em 2014 ainda interpretou o mesmo protótipo de herói de ação indestrutível em Sem Escalas.

Voltando um pouco no tempo, sua nova fase “implacável com os bandidos” ainda o colocou em rota com o diretor Joe Carnahan, onde estrelou o remake agitado de Esquadrão Classe A e um anos depois, em 2011, enfrentou até a última gota de sangue uma alcateia de lobos famintos em A Perseguição.

O futuro próximo ainda coloca Liam Neeson tanto em TED 2, quanto no próximo épico de Martin Scorsese, Silence, mas o que todo mundo sabe é que, seja com a cara toda enfaixada, em preto e branco com Spielberg, segurando um sabre de luz ou acabando com um monte de capangas, Liam Neeson, com muito trabalho, esforço e seriedade se tornou uma das grandes estrelas da história do cinema. E as boas atuações só coroam mais ainda esse caminho.

Liam Neeson - A Perseguição

Filmografia Selecionada

Excalibur (1981) – [compre aqui]
Krull (1983) – [compre aqui]
Sob Suspeita (1987)
Dirty Harry na Lista Negra (1988)
Darkman – Vingança sem Rosto (1990) – [compre aqui]
A Lista de Schindler (1993) – [compre aqui a edição especial]
Nell (1996)
Rob Roy: A Saga de Uma Paixão (1995)
Michael Collins: O Preço da Liberdade (1996)
Os Miseráveis (1998)
Star Wars: Espisódio I – A Ameaça Fantasma (1999) – [compre aqui o box em DVD] [Blu-ray]
Gangues de Nova York (2002)
Cruzada (2005) – [compre aqui]
Batman Begins (2005) – [Blu-ray] [DVD] [DVD duplo]
As Crônicas de Nárnia: O Leão, A Feiticeira e o Gurad-Roupa (2005) – [compre aqui]
Busca Implacável (2008) – [compre aqui]
O Preço da Traição (2009) – [compre aqui] [Blu-ray]
Fúria de Titãs (2010) – [compre aqui] [DVD]
Esquadrão Classe A (2010) – [compre aqui] [Blu-ray]
Desconhecido (2011) – [compre aqui]
A Perseguição (2011) – [compre aqui]
Battleship: A Batalha dos Mares (2012) – [compre aqui]
Busca Implacável 2 (2012) – [compre aqui] [DVD duplo]
Sem Escalas (2014)
Uma Aventura Lego (2014) – [compre aqui]
Caçada Mortal (2014)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.