Entrando em cartaz apenas agora nos cinemas nacionais (ele é de 2011) o filme cubano Juan dos Mortos (um trocadilho com o título do cultuado Madrugada dos Mortos) é mais uma adição interessantíssima ao gênero terrir, explorando aqui os filmes de zumbi e Juan dos Mortos Posterseus clichês.

Filmes de zumbi com tons cômicos não são novidade, desde Uma Noite Alucinante 2 a Zumbilândia há muitos exemplos de diretores brincando com os famosos monstros. Entretanto o projeto que mais se assemelha a Juan é Todo Mundo quase Morto, que, não coincidentemente, também faz em seu título original um trocadilho com o longa dirigido por George A. Romero.

Embora se utilizem de estruturas similares – ambos mostram como residentes de uma pacata cidade lidam de maneira divertida com o apocalipse zumbi – o longa inglês apresentava o típico humor britânico, enquanto este tem um estilo bem mais latino.

Juan dos Mortos conta a história de Juan, um cubano de 40 anos que não faz absolutamente nada da vida e é acompanhado por seu melhor amigo, Lazaro, em seu peculiar estilo de vida de “mínimo esforço”. As coisas mudam, no entanto, quando sua cidade passa a ser invadida por zumbis – inicialmente confundidos com dissidentes norte-americanos (!?!). A princípio preocupado em sobreviver, Juan logo vê a situação como um grande potencial para negócios, criando assim um grupo de extermínio chamado de Juan dos Mortos com um slogan de dar inveja a qualquer funerária: “Juan dos Mortos, matamos seus entes queridos.”

O slogan dita bem qual o tipo de humor que se vê neste hilário projeto do argentino Alejandro Brugués (anotem este nome). Há um sem número de cenas que farão os espectadores chegarem às gargalhadas, mas algumas merecem destaque especial como a cena em que Juan e Lazaro testam diferentes soluções – alhos, cruzes e balas de prata – para descobrir com qual tipo de monstro estão lidando, ou a cena a la Tubarão ou ainda a inventiva forma com que um outro caçador de zumbis decapita inúmeras criaturas com seu jipe e o uso de um arpão.

Juan dos Mortos Filme

Tendo a seu dispor não apenas as boas atuações do elenco, mas também o carisma inegável de seu protagonista, Alexis Díaz de Villegas, Brugués é habilidoso na criação do timing cômico do longa e nunca permite que o ritmo caia.

Fazendo a mistura de comédia com terror através do uso de eficientes efeitos de maquiagem e muito gore, o diretor intensifica ainda mais o choque inicial ao nos mostrar a destruição causada pelos zumbis pela primeira vez através de um longo plano sequência. Salpicando aqui e ali fortes cenas de terror – note como a horripilante cena submarina cria contraste com o humor da cena anterior – Brugués consegue dar vida nas telas a um perfeito exemplar de um terrir. Esta, de fato, uma tarefa dificílima, algo evidenciado pelo fato da maioria dos filmes deste gênero acabarem abandonando quase que por completo o lado terror do projeto e focando muito mais na comédia. Algo que ocorre, por exemplo, no renomado “Todo Mundo quase Morto”.

Ainda contando com seus momentos trash que, propositais ou não, trazem um charme especial à obra, como a explosão de um helicóptero feita com efeitos digitais de 20 anos atrás, Juan dos Mortos é um filme imperdível para fãs de comédia, de terror, de zumbis e de todos os gêneros criados a partir da combinação destes.


Juan de Los Muertos, escrito por Alejandro Brugués, dirigido por Alejandro Brugués, com Alexis Díaz de Villegas, Jorge Molina, e Andrea Duro


Confira o trailer de Juan dos Mortos

Outros artigos interessantes:

Sobre o autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.