Quem vê Dwayne Johnson escrito nos créditos iniciais de algum filme ou série, muitas vezes, nem imagina o quão longo foi o caminho de The Rock.

Dwayne nasceu em 1972 na Califórnia, mas vindo de uma família de descendência havaiana (seu avô). Cresceu tanto na Nova Zelândia, quanto no próprio Havaí. Mas, ainda jovem, voltou aos Estados Unidos, onde iniciou sua pequena carreira no futebol americano.

Dwayne campeão de futebol americano?

E não só futebol, enquanto estava na Freedom High School, em Bethlehem (Pensilvânia), Dwayne ainda participou do time de corrida e de luta greco-romana. Mas foi o futebol que fez com que seu nome chamasse a atenção e logo conseguisse até uma bolsa na Universidade de Miami.

Foi campeão nacional com o Miami Hurricane´s em 1991, mas acabou se machucando e teve sua carreira interrompida. Seu lugar no time foi ocupado por Warren Sapp, que treze anos depois chegou até a velar um Super Bowl jogando pelo Oakland Raiders.

Antes da fama, Dwayne foi campeão de futebol americano

Johnson acabou se formando em 1995 e hoje deve ter pendurado em parede seu diploma com especialidade em Criminologia e Psicologia. No mesmo ano tentou voltar ao futebol americano, mas na Cannadian Footbal League, pelo Calgary Stampeders. Foi cortado dois meses depois do começo da temporada.

Ainda em 1995, começou a treinar para se tornar um lutador profissional. Sua vontade vinha, justamente, da influência de seu pai, avô, tio e até alguns primos, que tinha seguido a profissão por alguns anos antes.

Muito antes de The Rock…

Seu avô materno, Peter Maivia foi o primeiro da família a entrar nos ringues. Lutou pelo Samoan Professional Wrestler. Nascia ali a Anoai´s Wrestling Family. Na mesma Árvore Genealógica, o sobrinho de Peter, Afa Anoa´i, ainda lutou por anos, junto de seus sobrinhos, Black Pearl, Yokozuna, Rosey e, ainda em atividade, Roman Reigns.

Já a filha de Maivia casou com Rocky Johnson. Em 1983, com seu parceiro Tony Atlas foi Campeão de Duplas, justamente em uma luta contra os Wild Samoans, Afa e Sika. Rocky e Atlas foi a primeira dupla negra a levar o cinturão e depois ficaram conhecidos como “Soul Patrol”.

Dwayne foi lutador profissional no WWF

Dwayne estreou na WWF em 1996 sob o “ring name” de Rocky Maivia, homenagem ao pai e ao avô. Estreou em um Monday Night Raw.

Quando Dwayne se tornou The Rock

Um ano depois adotou o nome The Rocky e uma personalidade menos simpática com a audiência e com seus parceiros de programa. Em pouco tempo se tornou um sucesso da WWF e até adotou a alcunha de The People Champion.

Estreou na TV na série That ´70s Show em 1999 no papel de seu pai no episódio That Wrestling Show.

Quase um ano depois, ainda participou de outra série no papel de um lutador, mas nesse caso um alien em Star Trek: Voyager.

Mas seu grande inicio no cinema aconteceu em 2001 em O Retorno da Múmia, no papel do vilão, Escorpião Rei. Um ano depois o personagem ganhou até seu próprio filme solo, O Escorpião Rei.

Dwayne se deu tão bem no papel do Escorpião Rei que o personagem ganhou um filme próprio

Estabeleceu sua fama nos anos seguintes e se tornou um dos grandes astros de ação de Hollywood com o sucesso dos simpáticos Bem-vindo à Selva, onde colocava a Amazônia de “pernas para o ar”, e Com as Próprias Mãos vingando uma cidadezinha dos Estados Unidos com um caibro.

Sua fama lhe levou também a alguns fracassos, ainda que em personagens marcantes como em Be Cool: O Outro Nome do Jogo e Southland Tales: O Fim do Mundo.

Por outro lado, na hora de convocarem alguém para liderar o elenco da adaptação do best seller dos vídeo-games, Doom, The Rock estava lá atirando para tudo quanto é lado.

Em 2007, abraçou sua veia cômica em Treinando o Papai, o que na sequência abriu as portas para o impagável agente 23 da divertida adaptação dos cinemas da série de TV Agente 86.

E, lógico, sem esquecer que em 2010 “ganhou asas” e encarou o papel título de O Fada do Dente.

O encontro de Dwayne Johnson com Velozes e Furiosos

Tudo isso o levou à 2011 no Rio de Janeiro… na verdade em algum lugar misterioso com desertos e penhascos que Justin Lin chamou de Rio de Janeiro em Velozes & Furiosos 5: Operação Rio”. De lá para cá, Dwayne ainda viveu o agente Hobbs em mais três oportunidades.

Em todas “roubou a cena”.

Usou a metralhadora de um helicóptero como fosse uma pistola….

Dwayne estreou em Velozes e Furiosos em 2011 no quinto filme da franquia

Deu algumas surras em Jason Stathon e Vin Diesel

E até exercitou o bíceps com um banquinho de concreto.

Dwayne “The Rock” ainda tentou salvar a franquia dos Comandos em Ação em G.I. Joe: Retaliação e até encarnou o semideus Hércules”. Isso sem ainda promovendo uma volta à luta livre no WWE.

Em 2015 passou a estrelar a série Ballers, enquanto ano passado ainda deu voz a outra divindade, Maui em Moana: Um Mar de Aventuras.

Entre seus últimos trabalhos, encarnou o eterno Mitch Buchannon na bem humorada/escrachada adaptação de Baywatch: S.O.S. Malibu.

Para o futuro, além de entrar de cabeça no universo da DC Comics nos cinemas no papel do vilão Adão Negro, estrelará a continuação Jumanji: Bem-Vindo à Selva e até dará conta de alguns monstros gigantes na adaptação do vídeo-game clássico Rampage. Isso sem contar o rumor às voltas de seu presença no remake de Aventureiros no Bairro Proibido.

Outros artigos interessantes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.