Quebrando Regras

Vinicius Carlos Vieira 23/08/2008 35

Quebrando Regras

Quebrando Regras faz qualquer outra coisa, menos o que a tradução do título para o Brasil se dispõe. Durante todo tempo, a única impressão que se tem é de estar vendo um grande amontoado de filmes fundidos, que resultam em uma experiência que não incomoda, mas se mostra absolutamente descartável.

O que não o torna traumático, é o uso exagerado de todo e qualquer clichê do gênero. Não incomoda por que eles existem, em suas essência, única e exclusivamente, para compor uma narrativa. Torná-la coerentes entre si é o que difere um filme mais ou menos de um ruim. O bom, extrapola, pelo menos um pouco, essas regras (ou clichê!). (o que tampouco é esse o caso com certeza).

Jeff Wadlow, do normalzinho Cry Wolf, resolve fazer com Karatê Kid, o que gerações de cineastas vem fazendo com Romeu e Julieta: sua visão de um clássico. Sem nenhum exagero mesmo, com o mocinho que chega na cidade, se apaixona pela namorada do vilão, apanha dele e acaba procurando ajuda nas artes marciais para se vingar, mesmo que no fim, acabe descobrindo que a vingança não é sadia e blá, blá, blá… Subistitua o senhor Miagui por um angolano de dois metros e o caratê pelo MMA (Mix Martial Art, ou vale-tudo) e que você tem é Quebrando Regras.

Tudo no filme é tão comum a qualquer narrativa do gênero, que é impossível não relaxar na frente dele, já que fica fácil não ter que fazer nenhum exercício para entender um pingo da história. Dos personagens à narrativa, tudo já foi previamente visto em uma dúzia (ou um milhão) de filmes e mesmo assim o roteirista Chris Haunty cai em monte de armadilhas. Não tem como não perceber como todo mundo no filme tem algum problema com sua figura paterna, criando quase uma pasteurização de todos problemas dos personagens, ou pior, colocando nas costas dos coitado progenitores toda culpa das ações de suas “crianças”, boas ou ruins.

Mas mesmo assim, com um roteiro raso e sem inspiração, repleto de diálogos que beiram o ridículo, ele ainda consegue, por um istante que seja, discutir toda dependencia de uma geração com essa “informação informatizada” e os quinze minutos de fama de Andy Warhol sendo jogados na privada do You Tube. Quando qualquer um pode virar um herói, do dia para noite. Mesmo passando lotado no cerne da questão, já vale por enxergá-lo e tentar discutí-lo, coisa que, se levado mais em conta, acresentaria muito mais ao filme. Isso, se você não souber que o público que entra para ver Quebrando Regras está se lixando para esse tipo de besteira, só esperando pela pancadaria desenfreada.

Ainda que com uma câmera um pouco sem objetividade e criatividade, andando demais ao redor dos personagens, em um movimento circular repetitivo, que se transforma em chato rapidamente, faz todo esforço do mundo para, pelo menos, conseguir algumas lutas bacanas e consegue. Usando bem o slow-motion (o mesmo artifício que ele joga fora durante a maioria do resto das cenas, com direito ao tempo parando com a chegada da mocinha), Waldlow acaba conseguindo olhar as sequencias de ação como algo mais amplo, sem as deixar complicadas, nem visual nem narrativamente. Sem cerimônia, ele para o filme para essas sequencias e faz o melhor trabalho possível para o espectador que espera por elas.

Quebrando Regras é um daqueles exemplos de cinema totalmente descartáveis, que não parecem se preocupar em fazer nada a não ser satisfazer um público extremamente específico, que, pior ainda, parece ignorar todo e qualquer erro narrativo quando fica de frente a um monte de abdomens sarados, micro-saias e pancadaria. Triste, porém verdadeiro.


Never Back Down (EUA,2008) escrito por Chris Hauty, dirigido por Jeff Wadlow, com Sean Faris, Amber Heard, Cam Gigandet e Djimon Hounsou


NewsAqui!

Cadastre-se agora e receba semanalmente as últimas notícias e críticas do cinema! Tudo gratuitamente!
* obrigatórios

Deixe seu comentário!

35 Comments »

  1. joel 04/07/2014 at 1:05 -

    esse filme tem uma historia muito interessante achei muito top treinador mo foda

  2. Vinicius Carlos Vieira 23/07/2013 at 22:40 -

    isso mesmo Jeferson… o cara é beninense! Que gordo burro! E deve mesmo ser descartável… mas tô ligado que ele está bem rico, então nessa tu errou…

  3. Jeferson 23/07/2013 at 21:08 -

    Parei de ler no angolano (!!??)kkkkkkkkkkkkkk Gente, não dêem bola pra esse gordinho deprimido ae. Assistam o filme. Ele não é tão ‘descartável’ quanto às análises desse genial e milionário crítico de cinema kkkk

  4. RAFAEL 23/12/2012 at 17:50 -

    Esse filme e ÓTIMO E MUITAS DAS VEZES JA MOSTROU A REALIDADE DA MINHA VIDA

  5. Magno 25/04/2012 at 23:10 -

    Muito bom. Estou assistindo nesse momento. Eu entendo o que o Vinicius fala, realmente uma historia repetitiva e sem surpresas, o cara chega, apanha, treina, bate no cara e ainda pega a mulher dele…. só que a simplicidade da historia somado a bons atores, ótima trilha sonora e lutas perfeitas deixaram o filme sinceramente ótimo, recomendo assistir mais de uma vez. E outra coisa, muito bom vê que um pouco da cultura brasileira e sua arte da luta está sendo bem divulgada. Vlw Vinicius.

  6. Vinicius Carlos Vieira 17/03/2012 at 14:52 -

    Pô Ivson, valeu cara… vou pensar em “dexistir” mesmo….

  7. Ivson 17/03/2012 at 13:45 -

    Af , Cara Sem Noção Filme òtimo , Nunca Vi Filme do Gênero Ser Melhor po , Filme Fantastico . Vinicius Dexiste de ser Critico Cara , Não Vai Dar Certo Não

  8. Ronnielly 27/02/2012 at 16:07 -

    And the Oscar goes to “never back down.”

    Não acreditem nas criticas o filme e mt bom vale a pena ver. Eu mesmo já assisti umas 10 vezes e nunca me canso de ver.
    Esse cara ñ sabe do que esta falando, como disse o nosso parceiro “hum” ele deve assistir mt teletubies ou a barbie.
    kkkkkkkkkk

  9. Adelson 17/02/2012 at 20:18 -

    o que difere esse filme dos outros de pancadaria é que esse passa uma mensagem muito legal de superação, aceitação, relações humanas, frase como ´´todo mundo tem sua luta“ ou ´´Não lutar também traz consequências“; dentro do contexto da história do filme o torna um trabalho que vai além de um longa de artes maciais, mas é claro que nem todos que assistiram perceberam isso…

  10. Felipe 31/01/2012 at 21:01 -

    Muito bomo filme!!!
    obs.: eu pareço com o protagonista do filme! Só que uns 20kg mais magro rsrsrsrs! #mulheradavemnimim

  11. Vinicius Carlos Vieira 31/01/2012 at 11:03 -

    concordo… o filme é genial, é impressionante como nunca foi feito algo igual na história do cinema, e nem de modo tão visualmente sensacional… Meu Deus do céu, onde eu estava com a cabeça quando achei ele ruim? onde estava meu senso crítico? onde estava o karate kid? vocês estão certos mesmo e eu estou morrendo de vergonha….

  12. Bethânia 31/01/2012 at 10:40 -

    O filme é otimo, e essas críticas não tem nada ver. Esse crítico é o maior FDP. Não sabe de nada.

  13. Letícia 31/01/2012 at 0:20 -

    Aff esse bando de trouxas ! GENTE O FILME È ÒTIMOOOOO
    assistam e nem vejam essas criticas idiotas !
    O filme é muito legal, na boa !!

  14. Thiago Godoy 30/01/2012 at 16:39 -

    O que? Vai dizer que Crepúsculo é um bom filme? Aff… Aquela bela com a aquela cara de nojo.. fazendo caras e bocas… aquele vampiro que parece que não chupa sangue a um ano que não tem força nem pra falar… parece que fala pelo C*.. O bombadinho sem camisa que a vagaba da em cima discarado nele na frente do Vampiro que fala pelo C*! Aff.. pelo amor de deus! Não misture as coisas Quebrando Regras é um filme de lutas, uma Estória! É pra quem gosta.. se não gosta de filmes de lutas faça críticas com os filmes que gosta, pelo menos assim pode dizer que entende de alguma coisa! Abraço, tenha um bom dia! Se não gostou vsf!

  15. Vinicius Carlos Vieira 25/01/2012 at 12:18 -

    também acho!!! ele devia é largar esses milhões que ele ganha com suas críticas e voltar a fazer malabarismo no semáforo… QUEBRANDO REGRAS É O MELHOR FILME DO MUNDO!!!!! MELHOR QUE CREPÚSCULO!!!!

  16. Gustavo 25/01/2012 at 11:30 -

    esse critico não passa de um idiota não sabe o q o filme tem de melhor

  17. Iuri 04/01/2012 at 23:41 -

    O cara que treina ele é Brasileiro, não Angolano…

  18. Jonas Brand 20/12/2011 at 11:23 -

    É um dos melhores filmes q ja vi, mata a pau, idiotão quem critica esse filme..

  19. Vinicius Carlos Vieira 31/10/2011 at 9:49 -

    adora o cheiro de ofensa pela manhã… valeu mateus

  20. Mateus 31/10/2011 at 1:46 -

    Porra Vinicius você só pode ser viado para ficar falando essas idiotices sobre esse filme , pow o filme é otimo…
    Talvez possa ter varias coisas nele que já tiveram em outros filmes,mas mesmo assim o autor soube usar algumas coisas que já foram feitas em outros fimes de uma maneira muito melhor e fez com que o filme que já era bom ficasse melhor ainda…
    e mano um conselho , quando for falar mau de algum filme procure algum que tenha mais aver com esse seu jeito por exemplo : Bamby,Barbie,etc.
    Esses sim te garanto que muitos vão achar que você estar certo pq eles são uma grande bosta
    tipo você assim kkkk
    Mas pow o filme é otimo vale muito a pena ver…

  21. Thiago 20/10/2011 at 17:41 -

    Esse filme é muito bom…sem duvida é um clichê, mas isso não torna o filme ruim. Pelo contrário…não tem nada de errado em usar um bom clichê e fazer um filme ”simples” porém muito empolgante. Essa coisa de superar desafios, se encontrar e tal ja é bem batida, mas o filme sabe ultiliza-la sem ficar chato…as lutas são ótimas, os atores conseguem fazer oq é proposto, com destaque para Djimon Hounsou e para Cam Gigandet que faz um vilão bem melhor que de outros filmes do msmo estilo (karate kid), ele tem uns trejeitos bem convincentes e uma cara de ”sou foda” impagavel kkkk.
    A trilha sonora é outro ponto forte, com musicas que se encaixam perfeitamente e deixam as cenas ainda mais empolgantes.
    Enfim…um filme simples mas neim um pouco ruim. Dentro desse estilo de filme ele esta na minha opinião entre os melhores.

  22. blues.gill 03/10/2011 at 10:58 -

    o filme e simplesmente exelente,vc nao consegue se desligar nem por um minuto e tmb se identifica com o personagem esse critico e um gay mesmo

  23. henrique 24/09/2011 at 2:36 -

    o filme é bom em todos os aspectos

  24. Vinicius Carlos Vieira 16/09/2011 at 18:05 -

    o filme da barbie não, mas o do Bambi é realmente bem melhor! sem armlock nem nada

  25. hum 16/09/2011 at 8:49 -

    na verdade tu não e gay não, e só afeminado, não gosta de filme de violência…. mas ó vai ver filme do bambi ou da barbie, qm sabe dos teletubies combina mais com teu perfil… deixa pra quem entende de luta analisar coisas do tipo: foda esse triangulo, uma passada de guarda maneira, armlock bem encaixado…. filme nada mais q apenas retrata a popularização do mma zé ruela … não precisa ter fisica quântica nem explicação do funcionamento do pré-sal nele… #fikdica

  26. Vinicius Carlos Vieira 13/09/2011 at 15:55 -

    deixo ver se eu entendi (por que, de verdade tá dificil de decifrar), eu sou gay por que eu não gostei do filme e tu cita umas das coisas mais legais do filme sendo os personagens usarem “shorts” ….acho que tem alguma coisa errada…

  27. hen 13/09/2011 at 15:18 -

    viadaoooooooool fodse

  28. hen 13/09/2011 at 15:12 -

    vei q cara paia, o filme e muitu bom msmtanto e q ja tem o 2, os shorts e como os lutadors d verdade lutam,esse cara so pode ser muitu gay pra num gostar¬¬, so tyem essa explicaçao

  29. Gabriel murillo 27/08/2011 at 9:09 -

    Esse filme é muito louco , não enjoo de ver , Indico , VEJAMM!!

  30. Sabrynne 16/08/2011 at 14:16 -

    Adorei o Filme!!!!

  31. gustavo 23/07/2011 at 23:23 -

    O filme é simplismente foda! Muito bom mesmo, não dê ouvidos ao ser que criticou, como já diz o nome, crítica só sabe criticar –’

  32. Vinicius Carlos Vieira 08/06/2011 at 11:50 -

    é verdade… ele é meio pedante mesmo… mas fala ae, ele engana muito bem não engana?

  33. Maikel 08/06/2011 at 11:47 -

    O filme é muito bom ..
    é claro que cada um tem sua opinião mas quem fez essas criticas não sabe o q fala …

  34. Denis 07/06/2011 at 21:32 -

    Um bom filme.
    Não liguem para as críticas.
    Assistam!

  35. wesley 07/06/2011 at 14:59 -

    Acho esse filme espetacular e mostra a realidade de algumas pessoas!

Deixe um Comentário! »