Ok, todo mundo ama o Jason Momoa. Simples assim. E aparentemente agora a ideia é ele mostrar mais ainda o quanto, mesmo tendo interpretado selvagens na tela do cinema e TV, é um cara família, apaixonado pela sua mulher e que correr pelos campos de trigo em câmera lenta com os filhos.

O vídeo é lindo, a narração é arrebatadora e a vontade de chorar de emoção é enorme, mas lá para o final do vídeo você dá de cara com Momoa costurando sua calça. Mais precisamente uma calça de lona da marca Carhartt. Sim, você está vendo um comercial e nem percebeu.

Vai querer acabar de ver o vídeo e ser o Momoa, mas já que não vai conseguir ser aquele “homão”, pelo menos vai poder comprar suas calças.

Confira o vídeo.

O filme é dirigido por um tal de Brian Andrew Mendoza, que tu não conhece, mas é diretor de fotografia de um monte de filmes produzidos por Momoa (na produtora Pride of Gypsies) e também de Road do Polomo, dirigido, escrito e estrelado pelo futuro Aquaman.

Já a Carhartt é uma empresa de roupa americana que desde 1889 vem vestindo o pessoal e deixando todo mundo com mais cara de homem ainda, e isso não sou eu que está dizendo, mas sim seu criador, Hamilton Carhartt, “Eu acredito que quando um homem veste uma roupa manufaturada, seu respeito próprio aumenta, já que ele sabe que a roupa é feita com por um patrão honesto que é honesto com seus empregados”.

Sinceramente, não sei direito o que isso quer dizer, Sr. Carhartt, mas que que depois de tudo isso tenho certeza que se eu comprar uma calça de vocês eu vou me tornar o Jason Momoa, ah… isso eu sei!

Nenhuma novidade

Pouco tempo atrás Wes Anderson surgiu com um lindo curta-metragem sobre uma noite de natal em um trem. Agora Momoa surge ai vendendo calças. E você no meio disso tudo, compartilhando e viralizando o comercial de uma marca sem nem perceber que está fazendo isso. Mas não se preocupe, isso não é nenhuma novidade.

Grandes diretor do cinema sempre ganharam “um extra” dirigindo comerciais. David Fincher já vendeu Nikes e celulares da Apple, David Lynch já vendeu Playstation (e até um teste de gravidez) sem contar o grande Sergio Leone vendendo carro da Renault. Talvez um dos comerciais mais famosos da história da publicidade, o do computador Macintosh no comercial do Superbowl em 1984 (aquele com cara de Grande Irmão) foi dirigido por Ridley Scott.

Já grandes estrelas vendendo sua imagem é ainda mais comum. Mas mais recentemente a internet misturou tudo isso.

Meu conhecimento da história da publicidade não é tão grande, mas talvez essa “nova moda” tenha surgido na onda dos famigerados “posts patrocinados”. Para quem não sabe do que eu estou falando, são conteúdos que sites, blogs e canais de vídeo no youtube produzem bancados por alguma marca. A magia da ideia era fazer com que nada ali parecesse ser um comercial, quase sempre contando com a sutileza do realizador. O resultado disso eram conteúdos viralizando e tomando a internet sem ninguém perceber que aquilo era um bom e velho comercial.

Por um lado, a ótima impressão de bom conteúdo, por outro aquele sentimento de estar fazendo propaganda para uma marca sem receber um centavo sequer.

BONUS:
GAP (dirigido por Spike Jonze)

Sony Playstation 2 (dirigido por David Lynch)

Clearblue Pregnancy Test (dirigido por David Lynch)

iPhone 3G (dirigido por David Fincher)

Nike (dirigido por David Fincher)

Renault 18 Diesel (dirigido por Sergio Leone)

Victoria´s Secret (dirigido por Michael Bay)

Apple Macintosh (dirigido por Ridley Scott)

Outros artigos interessantes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.